Pular para o conteúdo principal

PROMOÇÃO À CIDADANIA: UM DIREITO DE TODOS E ACESSO DE POUCOS! – Uma breve discussão sobre as dificuldades de participações sociais da população negra


Por: Profª. Marcela Sanches




O trabalho sugere reflexões e atividades para serem realizadas nas disciplinas de História do Brasil e Cultura e Cidadania, relacionados às questões da lei 10.639. Uma das funções do ensino da História e de Cultura e Cidadania são favorecer a compreensão do homem no curso do tempo e de suas atuações, materializando nos fatos históricos. Além disto, contribuir para uma compreensão critica e questionadora referente ao passado e ao presente. A perspectiva deste trabalho é estimular uma alteração de olhar de mundo, um olhar mais atento e também militante para promover homens e mulheres conscientes de seu poder de atuação e intervenção na sociedade, seja a partir de pequenas iniciativas que somadas constituirão um espaço simbólico de luta, por uma sociedade de fato democrática.

Objetivos

Realizar uma retrospectiva do acesso à cidadania dos afro-brasileiros no período da Colônia, século XVII no passado e nos tempos de hoje, século XXI.Trabalhar os conceitos de cidadania e exclusão social, na perspectiva do passado e do presente, realizando uma comparação das mudanças destes tipos de conceitos durante a passagem do tempo.
Promover uma reflexão sobre o presente, que exclusões sociais veladas, a maior parte da sociedade brasileira se depara?
O assistencialismo é uma reparação social ou uma dependência social?
Qual o papel das Ongs hoje em dia? Alguma relação com as Instituições religiosas de filantropia dos séculos XVII,XVIII e XIX?

Propostas de Atividades

Perguntar e debater o que é cidadania. Em seguida pedirem para expressarem o que disseram sobre cidadania através de recorte e colagem. Ao final procurarem no dicionário o significado sobre cidadania, e refletirem se de fato possuem acesso à cidadania.
Objetivo: Reflexão sobre o conceito de cidadania

Listarem no papel, os direitos e deveres que de fato possuem e o que gostariam de ter acesso. Em seguida, a comparação do grupo dos direitos e deveres, que cada um elaborou e selecionar os que mais se repetiram, para a construção de um cartaz na sala, para os “Direitos e Deveres que temos e que queremos ter”. Discussão do que poderia ser feito para alcançar tais direitos, criação de subgrupos para discutir e apresentar propostas de soluções.
Objetivo: Compreensão da necessidade do coletivo, de união, para verificação dos problemas e de qual iniciativa pode realizar em quanto grupo.

Passar trechos do filme, “Quanto vale ou é por quilo?” do diretor: Sergio Bianchi. Uma critica social que questiona o antigo comércio de escravos e a exploração da miséria pelo marketing social como imagens separadas, mas que se articulam no curso da História, para dizer que o que vale é o lucro, não importando se esse é obtido com a venda de um escravo ou através de projetos sociais com orçamento superfaturados. O filme não sugere apenas que tudo se assemelha que nada se transforma, mas que a ação democrática está esgotada.
Objetivo: Mostrar que ao longo do tempo o acesso à cidadania já era negado, principalmente aos negros, mulheres e analfabetos. Que o acesso da cidadania desde os primórdios de nosso país, desde a Colônia já era vetado.

Aula expositiva sobre a História da atuação do Negro no Brasil. Confecção coletiva de um cartaz da Linha do tempo a partir de três eixos: Colônia, Império e Republica, sobre a História da atuação do Negro no Brasil.
Objetivo: Realizar um pensamento cronológico e critico para compreensão do acesso a cidadania dos africanos e afro-brasileiros.

Comparar através do Cartaz da “Linha do tempo” e do outro Cartaz “Direitos e Deveres, o que temos e o que queremos ter” o que mudou e o que ainda continua referente à Exclusão social e Cidadania. E retornar a discussão do filme “Quanto vale ou é por quilo”, sobre, o papel das Ongs hoje em dia e se há alguma relação com as Instituições de caridade no passado. Pesquisa para casa: Procurar saber se há alguma Ong próxima do bairro, qual a história da criação e objetivo.
Objetivo: Reflexão sobre Exclusão social do passado e do presente. E a função e correlação das Ongs e das Instituições caridades em nossa sociedade



Sociabilização referente à pesquisa realizada das Ongs. Realização da Avaliação Coletiva e Individual. Ouvir a musica da Clara Nunes das Três raças, em roda de mãos dadas e ao final a Leitura em conjunto do Navio Negreiros.

Comentários

marcia netto disse…
querida,vc é demais!
este assunto é muito procedente de acordo com a realidade social do negro.
Vou passar a ler sempre seus artigos.
bj Marcia

As postagens mais vistas! #laboratoriosensinohumanas.com

Utilização da Linha do Tempo nos Estudos Introdutorios de Historia

Sociologia + História: Lei de Proteção aos Dados e Cibersegurança

Oficina Trocando Cartas no Museu da Vida

#2020Distópica: Retrospectiva do passado + Sonhos possíveis de #2021

Génocide au Brésil à travers de fausses nouvelles, de faux remèdes préventifs et examen national high school, ENEM

DIREITO A MEMÓRIA DAS NARRATIVAS REAIS E ESQUECIDAS

FILOSOFIA sofista nos afeta em 2020?

Formação + Atualização do DOCENTE: Cursos de Extensão Cederj 2021.1